Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais

Militares ucranianos encontram 410 corpos torturados após retirada dos arredores de Kiev

Há registo de seis tentativas de ataques russos em Donetsk e Luhansk.
Correio da Manhã 3 de Abril de 2022 às 10:22
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Soldado tira uma fotografia do seu camarada enquanto posa ao lado de um tanque russo destruído e de veículos blindados, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kiev
Um membro de serviço ucraniano verifica a área na aldeia de Kozarovychi
Soldados ucranianos são fotografados no seu veículo militar, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kyiv
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Soldado tira uma fotografia do seu camarada enquanto posa ao lado de um tanque russo destruído e de veículos blindados, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kiev
Um membro de serviço ucraniano verifica a área na aldeia de Kozarovychi
Soldados ucranianos são fotografados no seu veículo militar, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kyiv
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Corpos encontrados em Bucha com sinais de tortura
Soldado tira uma fotografia do seu camarada enquanto posa ao lado de um tanque russo destruído e de veículos blindados, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kiev
Um membro de serviço ucraniano verifica a área na aldeia de Kozarovychi
Soldados ucranianos são fotografados no seu veículo militar, no meio da invasão russa na Ucrânia em Bucha, na região de Kyiv

Neste que é o 39.º dia de guerra na Ucrânia, as tropas ucranianas encontraram 410 corpos com sinais de tortura, mãos atadas e ferimentos de bala, após os soldados russos terem saído dos arredores de Kiev, indicou este sábado a procuradora-geral da Ucrânia, Iryna Venedyktova, citada pela Reuters. Desses, 140 estão a ser examinados.

Citadas pela agência Associated Press (AP), as autoridades revelaram estar a documentar as evidências dos alegados crimes de guerra.

O conselheiro do Presidente ucraniano Oleksiy Arestovych disse que dezenas de moradores foram encontrados mortos nas ruas de Bucha e nos subúrbios de Kiev, no que classificou como uma "cena de um filme de terror".

A cidade portuária de Odessa, na Ucrânia, acordou esta manhã de domingo com o registo de fortes explosões. De acordo com o Ministério da Defesa russo, foram lançados mísseis marítimos e aéreos de alta precisão que destruíram uma refinaria de petróleo e três depósitos de combustível que serviam para abastecer as tropas ucranianas.

As forças navais russas continuam a bloquear a costa ucraniana no Mar Negro e no Mar de Azov, impedindo o reabastecimento por mar, disseram este domingo os serviços secretos militares britânicos.

A Ucrânia disse, este domingo, que houve seis tentativas de ataques russos no território de Donetsk e Luhansk. Os defensores da Ucrânia repeliram seis ataques inimigos que destruíram quatro tanques, seis unidades de veículos blindados e sete unidades de veículos inimigos.

Uma nova ronda de negociações de paz poderá ser retomada já esta segunda-feira, avançou este domingo o negociador da delegação russa. Vladimir Medinsky garantiu que um acordo de paz entre a Ucrânia e a Rússia ainda não está pronto para que aconteça uma reunião entre Zelensky e Putin, uma vez que a posição russa sobre a Crimeira e Donbass permanece inalterada.

 

defesa política distúrbios guerras e conflitos Ministério da Defesa Ucrânia Odessa
Ver comentários