Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
4

Comissão Europeia preocupada com desinformação sobre a guerra

Vera Jourová revelou que "as plataformas 'online' são um campo de batalha ativo na invasão russa da Ucrânia".
Lusa 2 de Dezembro de 2022 às 15:46
Comissão Europeia
Comissão Europeia FOTO: Direitos Reservados
A vice-presidente da Comissão Europeia Vera Jourová revelou esta sexta-feira no primeiro encontro anual do European Media and Information Fund (EMIF) que "as plataformas 'online' são um campo de batalha ativo na invasão russa da Ucrânia".

Um dia após a Comissão Europeia anunciar a criação de seis novos centros multinacionais de combate à desinformação, passando a cobrir todos os 27 países da União Europeia, Vera Jourová mostrou-se preocupada em relação à desinformação sobre a guerra na Ucrânia, numa mensagem gravada para o evento que decorreu, esta sexta-feira, na Fundação Calouste Gulbenkian.

A vice-presidente responsável pela pasta dos Valores e da Transparência disse que é necessária uma maior consciência sobre os atores responsáveis pela desinformação para conseguir explorar as suas vulnerabilidades.

Vera Jourová reforçou o papel do observatório e dos seus polos regionais, que "já se mostraram extremamente valiosos para impulsionar o combate à desinformação", identificando mais de 1.600 casos de 'fake news' desde o início da guerra, sendo, por isso, "absolutamente crucial que se limite a disseminação da desinformação 'online'".

Apesar dos esforços, disse, há ainda muita desinformação disponível na internet e para que seja possível combatê-la é preciso reforçar as fontes que fornecem informação fidedigna.

Vera Jourová termina o discurso relembrando que o "combate à desinformação diz respeito a todos nós", e que a Comissão Europeia estará sempre disponível para fazer parte dos esforços conjuntos.

O encontro anual do EMIF foi uma iniciativa gerida pela Fundação Gulbenkian e pelo Instituto Universitário Europeu que apoia projetos de 'fact-checking', investigação e literacia mediática na Europa.

O evento teve o objetivo de apresentar o balanço do primeiro ano de atividade do EMIF e mostrar trabalho de cinco projetos apoiados: Associação Godinhela -- investigação e desenvolvimento social, Agência France-Presse (AFP), OKO.press, International Press Institute e a Transatlantic Foundation.

Numa segunda parte do encontro, decorreram dois debates sobre a promoção do diálogo sobre a luta contra a desinformação, moderado por Paolo Cesarini, perito em políticas para o mercado único digital e media, e também sobre o financiamento de iniciativas de combate à desinformação, moderado por Joanna Krawzczyk, que tem desempenhado cargos executivos na área do desenvolvimento dos media.

Ucrânia política questões sociais Fundação Calouste Gulbenkian guerra
Ver comentários
C-Studio