Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
9

G7 quer expandir sanções à Rússia e pede à China que não mine as medidas

Chefes da diplomacia pedem ainda à China que não apoie a Rússia no ataque à Ucrânia.
Lusa 14 de Maio de 2022 às 12:47
Ministros das Finanças do G7 estiveram reunidos no Reino Unido e discutiram contributo fiscal das tecnológicas
Ministros das Finanças do G7 estiveram reunidos no Reino Unido e discutiram contributo fiscal das tecnológicas FOTO: ANDY RAIN/LUSA/EPA
Os ministros dos Negócios Estrangeiros do G7 prometeram este sábado "expandir as sanções" económicas contra a Rússia, visando setores em que o país "é particularmente dependente", e instaram a China a não 'minar' essas medidas.

No comunicado divulgado este sábado, dia em que termina a reunião de três dias, os chefes da diplomacia dos países do G7 (as sete maiores economias mundiais) referem que querem "acelerar os esforços" para "acabar com a dependência da energia russa".

Os chefes da diplomacia pedem ainda à China que "não apoie a Rússia" no ataque à Ucrânia, segundo avança a agência AFP.

Rússia G7 China Negócios Estrangeiros economia negócios e finanças mercado e câmbios
Ver comentários