Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
3

Imagens divulgadas pelo New York Times mostram como civis ucranianos foram executados pelos russos em Bucha

Num dos vídeos, consegue observar-se os civis a andar sob as ordens de militares russos.
Correio da Manhã 20 de Maio de 2022 às 15:52
Soldado ucraniano presta homenagem às vítimas civis que jazem numa vala comum em Bucha
Soldado ucraniano presta homenagem às vítimas civis que jazem numa vala comum em Bucha FOTO: Alkis Konstantinidis/reuters
Foram divulgados pelo New York Times vídeos que mostram o processo de execução de oito civis ucranianos pelos soldados russos, na rua Yablunska, 144, em Bucha, nos arredores de Kiev, no dia 4 de março.

Num dos vídeos, consegue observar-se os civis a andar sob as ordens de militares russos. Os prisioneiros ucranianos estão curvados, em fila, com uma mão na cabeça e outra a segurar os cintos uns dos outros.


Os militares revistaram os homens à procura de tatuagens que pudessem indicar filiação militar.

Mais tarde, os homens são forçados a deitarem-se no chão. Uma testemunha revelou que os militares levaram os homens para trás de um prédio de escritórios próximo, que tinha sido tomado pelas tropas russas e transformado numa base improvisada. Ouviram-se tiros e os civis não regressaram.

Um vídeo filmado no dia seguinte confirma o relato desta testemunha. Os corpos dos homens estão caídos no chão ao lado do prédio, alguns deles com as mãos amarradas, enquanto dois soldados russos vigiavam o local.

A Rússia negou sempre estes atos, descrevendo as imagens como uma "provocação e falsas".

O jornal conseguiu identificar todos os homens executados. Eram homens comuns, maridos e pais, trabalhadores de mercearias e fábricas, que não saíram da Ucrânia para proteger e defender o país.

Quatro semanas depois, após as forças russas se retirarem de Bucha, os repórteres do New York Times visitaram o local das execuções. A parede e os degraus do prédio estavam marcados por buracos de bala. Do outro lado do pátio, estavam cartuchos de metralhadoras usadas regularmente pelas tropas russas.

Os familiares das vítimas souberam da tragédia um mês depois, quando os soldados russos abandonaram o local e foi divulgada uma imagem dos oito civis mortos no chão.
Bucha The New York Times Kiev distúrbios guerras e conflitos questões sociais guerra defesa
Ver comentários
}