Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
4

Kremlin diz que Kiev “pode evitar sofrimento” se aceitar condições russas

Afirmação surge após mais um dia de bombardeamento maciços a infraestruturas essenciais.
Correio da Manhã 25 de Novembro de 2022 às 08:37
Zelensky acusa Rússia de visar civis
Zelensky acusa Rússia de visar civis FOTO: GLEB GARANICH / reuters
O Kremlin afirmou esta quinta-feira que a Ucrânia “pode evitar mais sofrimento” se aceitar as exigências de Putin. A afirmação surge após mais um dia de bombardeamento maciços a infraestruturas essenciais, que levaram o Presidente ucraniano a pedir à ONU para punir a Rússia pelo que classificou como crime de guerra.

“Hospitais, escolas, transportes, áreas residenciais, todos foram atingidos”, disse Zelensky, frisando que só na quarta-feira 70 mísseis caíram no país, no que designou “a fórmula russa do terror”. Já a embaixadora dos EUA na ONU, Linda Thomas-Greenfield, diz que Putin está “a fazer do inverno uma arma para infligir sofrimento ao povo ucraniano”.

“Os líderes ucranianos podem resolver a situação se aceitarem as condições da Rússia, pondo fim ao sofrimento da população”, respondeu o porta-voz do Kremlin, Dmitry Peskov, acrescentando que todos os alvos têm importância militar, “direta ou indiretamente”. 

Kremlin Kiev Rússia Ucrânia Putin Presidente ONU política armamento
Ver comentários
C-Studio