Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais

PM albanês diz à Ucrânia para não se iludir com aceitação de candidatura

"A Macedónia do Norte é candidata há 17 anos e a Albânia há oito, então boas-vindas à Ucrânia", ironizou o líder albanês.
Lusa 23 de Junho de 2022 às 10:25
Edi Rama
Edi Rama FOTO: Brian Snyder/Reuters
O primeiro-ministro albanês, Edi Rama, aconselhou esta quinta-feira a Ucrânia a "não se iludir" com promessas de adesão à União Europeia (UE), adiantando que o seu país aguarda há oito anos a luz verde dos 27.

"É bom que seja dado o estatuto [de país candidato à UE] à Ucrânia, mas espero que o povo ucraniano não se encha de ilusões", disse Rama, em declarações à entrada de uma cimeira UE-Balcãs.

"A Macedónia do Norte é candidata há 17 anos, se não me perdi nas contas, e a Albânia há oito, então boas-vindas à Ucrânia", ironizou o líder albanês.

Nesta cimeira está particularmente em causa a decisão de abrir as negociações com a Macedónia do Norte e a Albânia, tendo estes dois países e a Sérvia ameaçado faltar à reunião como forma de protesto pela lentidão do processo.

Na agenda está um debate sobre como "explorar formas inovadoras de fazer avançar as conversações de adesão, incentivar a reforma e fazer progressos na integração gradual entre a UE e a região", indicaram fontes diplomáticas.

Os líderes dos 27 reúnem-se em seguida num Conselho Europeu que termina na sexta-feira, no qual deverão atribuir o estatuto de candidato à Ucrânia e à Moldova.

UE/Cimeira Rama PM Edi Ucrânia União Europeia Macedónia do Norte Albânia política diplomacia cimeiras
Ver comentários
}