Barra Cofina

Correio da Manhã

Especiais
7

Rússia e Turquia mais próximas com acordo

Maior cooperação económica e energética inclui o pagamento de gás russo em rublos.
Pedro Zagacho Gonçalves(pedrogoncalves@cmjornal.pt) 7 de Agosto de 2022 às 09:20
Erdogan está disposto a pagar o gás importado da Rússia em rublos
Erdogan está disposto a pagar o gás importado da Rússia em rublos FOTO: SPUTNIK
Após um encontro de quatro horas entre Putin e Erdogan, esta sexta-feira, em Sochi, a Rússia e a Turquia anunciaram uma maior cooperação económica e energética, nas indústrias dos transportes, agricultura, finanças e construção.

Em comunicado, os dois Presidentes sublinharam a necessidade de “implementação total do acordo de Istambul, incluindo a exportação sem obstáculos de cereais, fertilizantes e matérias-primas da Rússia”.

O acordo agora traçado prevê ainda que a Turquia passe a pagar o gás importado da Rússia parcialmente em rublos, anunciou o vice-primeiro-ministro russo, Alexander Novak, referindo “uma nova fase e oportunidade para o desenvolvimento das relações monetárias e financeiras entre os dois países.

Putin e Erdogan acordaram também a necessidade de uma intervenção na Síria, dizendo-se “determinados em agir em coordenação e solidariedade na luta contra todas as organizações terroristas”. Putin agradeceu ao homólogo turco pelo papel de mediação no acordo que permitiu o desbloqueio da exportação de cereais no mar Negro, e os dois discutiram a construção da central nuclear de Akkuyu, a ser implementada já no próximo ano.

O acordo e a aproximação lançou alarmes no Ocidente. Segundo o ‘Financial Times’, que cita seis oficiais europeus, teme-se que a Turquia se esteja a tornar “cada vez mais” numa plataforma de comércio com a Rússia, devido a “interesses comerciais muito significativos”.
Ver comentários