Barra Medialivre

Correio da Manhã

Especiais
2
Siga o CM no WhatsApp e acompanhe as principais notícias da atualidade Seguir

‘Sniper’ ucraniano mata russo a 3,8 quilómetros de distância

Tiro certeiro de ucraniano bate marca mundial de longa distância. Vyacheslav Kovalskiy usou superespingarda e bala especial de 15,5 cm. Demorou 9 segundos a atingir o alvo.
Rogério Chambel 8 de Dezembro de 2023 às 01:30
Vyacheslav Kovalskiy mostra espingarda 
e balas especiais
Vyacheslav Kovalskiy
Vyacheslav Kovalskiy mostra espingarda 
e balas especiais
Vyacheslav Kovalskiy
Vyacheslav Kovalskiy mostra espingarda 
e balas especiais
Vyacheslav Kovalskiy
O ‘sniper’ ucraniano esperou horas, deitado no chão, debaixo de frio intenso, junto ao rio Dnipro, no Leste da Ucrânia. Mirou a outra margem. Ao meio-dia, apareceram cinco soldados russos e um oficial, a grande distância. O ‘sniper’ colocou uma bala com 15,5 cm de comprimento na câmara da superespingarda ‘Volodor Obria’ e disparou. Falhou. A seu lado, o companheiro de guerra refez os cálculos da velocidade do vento, humidade e temperatura, que influenciam a trajetória. O ‘sniper’ voltou a visar o oficial russo e puxou o gatilho. Nove segundos depois, o russo caiu morto. O ‘sniper’ estava a 3,8 km do alvo. É com base nesta distância que a Ucrânia reclama um novo recorde do Mundo de tiro a longa distância (o anterior, 3, 5 km, pertencia a um soldado das Forças Especiais do Canadá, no Iraque, em 2017).

O tiro certeiro do ‘sniper’ ucraniano foi a 18 de novembro. À data, comentou-se, mas a identidade do atirador foi mantida em segredo, até agora. Chama-se Vyacheslav Kovalskiy e tem 58 anos, revelou o ‘Wall Street Journal’. “Não tenho escrúpulos em matar russos. Vamos fazê-los tremer, mesmo quando estão sentados em casa”, afirmou Kovalsky.

Ver comentários
C-Studio