Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
5

Central de tratar lixo parada provoca mau cheiro em Arcena

Desde o início do mês, e devido ao encerramento da incineradora de S. João da Talha, os lixos provenientes de vários concelhos da zona de Lisboa estão a ser depositados no Aterro Sanitário do Mato da Cruz.
23 de Junho de 2005 às 00:00
Central de tratar lixo parada provoca mau cheiro em Arcena
Central de tratar lixo parada provoca mau cheiro em Arcena FOTO: d.r.
Tal situação origina um mau cheiro insuportável em Arcena, que se acentua à noite, quando os camiões vão depositar o lixo ao aterro. Nos dias de maior calor o cheiro também é nauseabundo.
José Avelar, Arcena
Esta situação acontece aquando a paragem anual, para efeitos de manutenção, da Central de Incineração de S. João da Talha. Por este motivo, e até ao final do mês, um volume maior de resíduos está a ser depositado no Aterro. Os odores resultaram sobretudo de condições atmosféricas adversas. A deposição está a ser gerida com a preocupação de minimizar os impactes ambientais que porventura possam ocorrer. Estamos a trabalhar 24/24 horas para concluir o mais rapidamente possível a revisão programada da Central de Incineração. Com a sua entrada em funcionamento no final deste mês o afluxo de resíduos ao Aterro ficará substancialmente reduzido e consequentemente a probabilidade de libertação de odores também.
Direcção de Comunicação da Valorsul
Ver comentários