Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
2

COMBATE À DROGA

Justifica-se gastar as receitas do Estado no álcool e tabaco com toxicodependentes?
6 de Dezembro de 2002 às 00:32
SIM

Mais do que um abanar de cabeça desaprovador, um impropério proferido entre dentes ou um desejo de que os toxicodependentes sejam internados em campos de concentração, devemos, todos nós, enfrentar o drama de uma forma séria e construtiva. Sejamos claros. Os consumidores de droga são doentes que necessitam de apoio. Retirar uma parcela das receitas que a máquina fiscal encaixa com outras dependências é uma nobre e justa medida. Não há espaço para a indignação, vamos ser solidários e a dor será bem menor.

Paulo Fonte
Editor de Portugal

NÃO

O combate à droga não precisa de mais dinheiro mas sim de mais coragem política. O trabalho com toxicodependentes é um negócio com muito pouco controlo em Portugal. É um verdadeiro escândalo o que certas instituições, sem qualquer qualidade terapêutica, recebem do Estado por cabeça. A comunidade não deve ser ainda mais sacrificada, antes de se avaliar rigorosamente quais os escapes que o sistema hoje regista.

Octávio Ribeiro
Chefe de Redacção
Ver comentários