Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
5

INFORMAÇÕES ERRADAS E PÉSSIMA DICÇÃO NO SERVIÇO TELEFÓNICO 118

Resolvi ligar para o número 118 da PT, para que me fosse dada uma morada através de um número de telefone. Quando a chamada foi atendida, a operadora (falava português do Brasil) tinha dificuldade em articular as palavras.
12 de Outubro de 2004 às 00:00
Pedi-lhe que voltasse a repetir, mas de uma forma soletrada. O resultado foi o mesmo e, pior do que isso, não soube ler a morada correctamente. Mais tarde, acedi ao 118 através da internet e verifiquei que os dados que me tinham facultado estavam errados. Independentemente da nacionalidade das operadoras, este serviço requer uma dicção perceptível e, já que o 118 é um número pago, convém que o cliente satisfaça o pedido numa só chamada.
Rita Monteiro, Póvoa de Santa Iria
Lamentamos o sucedido, pelo que pedimos desculpa e agradecemos a reclamação apresentada, na certeza de que tomaremos as medidas necessárias para evitar que tais situações se repitam. O serviço informativo 118 é um serviço de interesse público, daí que a empresa procure manter elevados padrões de qualidade. Presentemente, alguns operadores deste serviço são de nacionalidade estrangeira. Relativamente a estes, a empresa reforça a sua formação, com a preocupação da qualidade.
Francisco Lucena, Gabinete de Imprensa da PT
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)