Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
3

Moradores em Braga temem queda de prédios degradados

Às vezes, quando acordo, penso que, em vez de Braga, estou a morar em Bagdad, tal o número de prédios degradados e abandonados nas ruas do centro da cidade. Algumas ruas da Sé, Rua dos Biscainhos e Rua de S. Vicente são apenas três dos muitos exemplos.
17 de Julho de 2006 às 00:00
Em S. Vicente, a poucos metros da igreja, são umas três ou quatro casas que parece que foram bombardeadas. As autoridades municipais têm também de intervir nos prédios antigos, onde não mora ninguém e que estão muito degradados. Os casos mais críticos são os das ruas dos Chãos e do Carvalhal.
José Borges (Braga)
RESPOSTA
Os prédios referidos como estando em ruínas e constituindo perigo para os transeuntes, estão, de facto, em estado de avançada degradação, mas não existe perigo de derrocada. Convém esclarecer que se trata de propriedades privadas e que, nesses casos, a autarquia só pode intervir em caso de perigo ou obstrução pública. Em alguns casos, como na Rua de S. Vicente, foram escoradas as estruturas; nos outros, cabe aos proprietários realizar as obras de restauro.
Carlos Malainho, Vereador da Câmara de Braga
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)