Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
2

Moradores em Massamá temem fecho do mercado da freguesia

A Junta de Freguesia de Massamá quer fechar o mercado existente na Rua Casal do Olival. Alega que o mesmo dá prejuízo e não se preocupa com o facto de ser o único mercado onde os mais pobres, sobretudo os idosos, ainda podem comprar alguma coisa com o seu pouco dinheiro.
18 de Julho de 2006 às 00:00
Dizem que vão construir no local um infantário.
Zélia Lopes (Massamá)
RESPOSTA
O Parque de Vendas/Mercado de Massamá, propriedade da Câmara de Sintra, é gerido pela Junta e, de facto, entre 2002 e 2005 deu um prejuízo de 77 mil euros. Pretendíamos a sua requalificação mas as obras foram orçadas em 70 mil euros e as autarquias não podem deslocar verbas para esse tipo de actividade económica. Queremos encontrar uma solução de equilíbrio e não encerrar o mercado, embora uma entidade sanitária o possa fazer, dadas as deficientes condições em termos de higiene e de iluminação. E também não é verdade que a Junta vá construir um infantário no local. A obra que pretendemos fazer vai ocupar um terreno ao lado do mercado, com uma área de 1400 m2. Trata-se de um equipamento com creche, pré-escolar e ATL, destinado a crianças com idades entre os três meses e os seis anos.
José Pedro Matias, Presidente da Junta de Freguesia de Massamá
Ver comentários