Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
9

Moradores na Caldeira do Moinho temem realojamento de ciganos

Os residentes na Urbanização Caldeira do Moinho, em Portimão, estão alarmados com os rumores de que a autarquia esteja a construir sob o ‘capuz’ de uma cooperativa de habitação social casas para realojar famílias de etnia cigana e moradores de um bairro de barracas conhecido por todos os portimonenses como o ‘Palácio’.
3 de Fevereiro de 2006 às 00:00
É de salientar que as Cardosas já têm um exemplo de realojamento efectuado pela autarquia, cujos resultados estão à vista: desacatos diários da ordem pública, tendo a população de recorrer à PSP.
Valter Guerreiro (Portimão)
RESPOSTA
Não vai haver realojamentos na zona em questão. A Câmara Municipal de Portimão e o Instituto Nacional de Habitação promoveram um concurso para a construção de habitação social. Os fogos em construção nessa zona são para habitação social. A autarquia não vai comprar os fogos para, mais tarde, proceder a realojamentos. O objectivo é colocar esses fogos no mercado a preços mais baixos do que o normal, possibilitando assim às famílias com menos posses adquirirem esses fogos.
Gabinete da Presidência da Câmara de Portimão
Ver comentários