Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
6

Não é a bater que se educa

O actor Pedro Granger, que participa na telenovela ‘Dei-te Quase Tudo’, exibida na TVI, falou ao 'CM' sobre os Impostos, o Sporting e a Justiça.
15 de Abril de 2006 às 00:00
Não é a bater que se educa
Não é a bater que se educa
1- IMPOSTOS. Reformados com pensões anuais superiores a 7500 euros devem pagar IRS?
- A nossa sociedade negligencia muito a terceira idade. Temos é de dar mais regalias a pessoas que já trabalharam muito e deram muito ao País e que hoje recebem reformas baixas. Há muita gente nesta situação. Penso que esta opção do Governo foi pouco feliz.
2- SPORTING. Soares Franco faltou à palavra ao avançar com candidatura a presidente?
- Não faltou coisa nenhuma! Soares Franco revelou uma humildade e paixão enorme pelo clube e vai tentar resolver uma situação complicada. Estou agradecido por Soares Franco ter resolvido candidatar-se. A maior parte da família sportinguista quer que ele seja presidente. Tem sido um bom presidente e vai continuar a ser.
3- JUSTIÇA. Supremo Tribunal abriu precedente ao considerar normal castigar crianças?
- Não sei que educação tiveram esses juízes. Eu não educarei os meus filhos com castigos. A agressão não é uma forma de educação; por vezes cria traumas. Não é a bater que se educa. Ao decidirem desta maneira, os juízes do Supremo Tribunal poderão ter aberto um precedente gravíssimo.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)