Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM

O grande salto em frente

No país do Simplex, Miranda do Corvo terá de esperar até 2009 para resolver o problema da falta de qualidade da água da rede pública.
22 de Outubro de 2006 às 00:00
A forte aposta deste Governo na Ciência e Tecnologia é de louvar, pois no grande comboio que é a Europa estamos, nesta matéria, na carruagem dos fundos.
Contudo, faz alguma confusão, ao comum dos cidadãos, que o entusiasmo em transformar Portugal num país de cientistas não se reflicta também noutras áreas
Por um lado, prometem-nos gloriosos amanhãs que cantam (com muitos apertões de cinto pelo meio para que Portugal se transforme numa potência tecnológica); por outro, fecham-se escolas, maternidades, urgências dos hospitais, adia-se a construção de estradas e descura-se as forças de segurança.
Nada tenho contra este grande salto em frente. Mas talvez não fosse despropositado dar também pequenos passos. Faz-me alguma confusão que no País que inventou o Simplex ainda haja concelhos onde a qualidade da água da rede pública só estará plenamente assegurada em 2009! É o que acontece em Miranda do Corvo. Faz-me alguma confusão que ainda existam estradas onde não se pode circular a mais de 20 Km/h (entre Alcáçovas e Santa Catarina), centros de saúde que funcionam há cerca de vinte anos num pré-fabricado (Quinta do Conde) e esquadras da Polícia que não abrem por falta de meios (em Massamá).
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)