Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
9

PAGAR PORTAGEM EM AUTO-ESTRADA COM OBRAS REVOLTA AUTOMOBILISTA

Sem querer entrar em considerações sobre a necessidade das obras em curso na A-5, entre as portagens de Oeiras e Cascais, gostaria de alertar para a atitude prepotente da Brisa.
27 de Setembro de 2004 às 00:00
PAGAR PORTAGEM EM AUTO-ESTRADA COM OBRAS REVOLTA AUTOMOBILISTA
PAGAR PORTAGEM EM AUTO-ESTRADA COM OBRAS REVOLTA AUTOMOBILISTA
Há vários meses que a Brisa suprimiu as faixas de segurança, substituindo-as por blocos de betão deficientemente sinalizados. Por vezes não só corta uma das faixas como obriga o trânsito a circular na mesma via simplestemente separado por alguns cones plásticos.
Nada disto se assemelha ao que se considera uma Auto-Estrada. No entanto, ao chegar às portagens, o valor a pagar é o mesmo como se estivéssemos a usufruir de uma Auto-Estrada normal.
Luís Correia, Colares
RESPOSTA
O alargamento da A5, entre Carcavelos e Alcabideche, insere-se no cumprimento do contrato de concessão. Os benefícios desta obra para os utilizadores são a melhoria da qualidade do nível de serviço e da segurança do tráfego, uma vez que passam a usufruir de três vias em ambos os sentidos.
A sinalização obedece às normas em vigor. A Brisa informa os automobilistas acerca das condições de circulação do sublanço, através de sinalização vertical colocada antes da entrada na auto-estrada, e tem prestado informação através do Número Azul 808 508 508 e da Comunicação Social sobre as obras, o ponto de situação e sobre os cuidados a adoptar.
Franco Caruso, Direcção de Comunicação da Brisa
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)