Barra Cofina

Correio da Manhã

Eu Repórter CM
2

Sou contra todos os fundamentalismos

A actriz e cantora falou ao 'CM' sobre tabagismo, acidentes e futebol
29 de Dezembro de 2007 às 00:00
1. TABAGISMO. O Ministério da Saúde deve pagar tratamentos a quem queira deixar de fumar?
Não. Mas está aí mais um fundamentalismo e eu sou contra todos os fundamentalismos. Concordo que deve ser proibido fumar em escolas, hospitais, repartições públicas, etc, mas os estabelecimentos de restauração e da hotelaria deviam estar dotados de uma melhor extracção do fumo. Se assim não for vão, com certeza fechar o Bairro Alto. Se o fizerem, avisem-me.
2. ACIDENTES. Campanhas de prevenção rodoviária são insuficientes? Que mais pode ser feito?
Por mais campanhas que se façam, serão sempre insuficientes. E não me venham falar que é a estrada que está assim ou assado, porque isso é ‘tapar o Sol com uma peneira’. O problema está na cabeça das pessoas e na sua falta de civismo. Conduzem de forma extremamente agressiva, julgam-se Fittipaldis e parece que têm um certo gozo em proceder assim.
3. FUTEBOL. Sporting deve ter mão pesada relativamente às declarações de Liedson?
Se o jogador diz que está numa ditadura – e o futebol está cheio delas – e não quer estar, o melhor que tem a fazer é ir embora. E o Sporting só tem de abrir a porta e não... a bolsa. É assim a vida de um trabalhador. Ou cumpre ou vai embora. Não pode é faltar ao respeito ao técnico e aos colegas.
Ver comentários