Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
4

João Luís Inês Vaz (1951-2015)

Arqueólogo e antigo governador civil de Viseu.
24 de Junho de 2015 às 10:40
Inês Vaz era doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Universidade de Coimbra
Inês Vaz era doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Universidade de Coimbra FOTO: Direitos Reservados

O arqueólogo e antigo governador civil de Viseu João Luís Inês Vaz morreu ao final da tarde de terça-feira, aos 63 anos, disse esta quarta-feira à agência Lusa fonte do Centro de Estudos Aquilino Ribeiro, que presidia.


Segundo a mesma fonte, Inês Vaz foi vítima de um ataque cardíaco, tendo sido transportado por uma viatura do Instituto Nacional de Emergência Médica (INEM) para o hospital de Lamego.

Nascido em 1951, no Soito, no concelho de Sabugal, Inês Vaz era doutorado em Pré-História e Arqueologia pela Universidade de Coimbra.


Foi professor do ensino secundário e também do polo de Viseu da Universidade Católica Portuguesa e desempenhou vários cargos públicos, como o de governador civil do distrito de Viseu.


O investigador foi responsável pela realização de mais de uma dezena de congressos nacionais e internacionais, no âmbito da Arqueologia e História, e como arqueólogo esteve envolvido em campanhas de escavação em castros e estações arqueológicas romanas na região de Viseu e de Aveiro.


Inês Vaz deixou escritos vários livros e trabalhos de caráter histórico, arqueológico e pedagógico, publicados em Portugal, Espanha, França e Itália, entre os quais "Lusitanos -- No tempo de Viriato".


O Centro de Estudos Aquilino Ribeiro, que presidia desde o ano passado, já lamentou o falecimento de Inês Vaz.

João Luís Inês Vaz Viseu Centro de Estudos Aquilino Ribeiro
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)