Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM

Morreu Castro e Brito

Manuel Castro e Brito era organizador da Ovibeja.
29 de Março de 2016 às 11:08
Manuel Castro e Brito
Manuel Castro e Brito FOTO: D.R.
O presidente da ACOS – Agricultores do Sul, a promotora da Ovibeja, e da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo, Manuel Castro e Brito, morreu esta terça-feira, aos 65 anos, disse à agência Lusa fonte da associação.

Segundo a fonte, Manuel Castro e Brito morreu hoje de madrugada, em casa, na aldeia de Baleizão, no concelho de Beja, vítima de doença súbita.

Natural de Baleizão, onde nasceu, a 25 de setembro de 1950, Manuel Castro e Brito era agricultor e presidente da ACOS e da Comissão Organizadora da Ovibeja desde 1989 e da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo desde 2004.

Em 2005, durante a sessão de inauguração da Ovibeja, Manuel Castro e Brito foi condecorado pelo então presidente da República, Jorge Sampaio, com o grau de comendador da Ordem de Mérito Agrícola, Comercial e Industrial na Classe de Mérito Agrícola.

Em 2003, Manuel Castro e Brito foi condecorado pela Assembleia Municipal de Beja com a Medalha de Mérito Municipal (Grau Prata).

Presidente do CDS lembra luta de Manuel Castro e Brito pela defesa do setor agrícola
A presidente do CDS-PP lembrou a forma como Manuel Castro e Brito lutou "incessantemente pela defesa e pelo respeito do setor agrícola", considerando que a obra que realizou não desaparece com a sua morte.

"O comendador Manuel Castro e Brito foi, acima de tudo, um alentejano que lutou incessantemente pela defesa e pelo respeito do setor agrícola", lê-se numa nota da líder do CDS-PP, Assunção Cristas, a propósito na morte do presidente da ACOS - Agricultores do Sul, a promotora da Ovibeja, e da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo.

Sublinhando que foi com "enorme pesar" que o CDS tomou conhecimento do falecimento de Manuel Castro e Brito, Assunção Cristas refere que a vida do presidente da ACOS - Agricultores do Sul ficou marcada não só por ter "uma visão evoluída de como a agricultora deve ser encarada", mas sobretudo pela obra que deixou, nomeadamente na Ovibeja, um evento que hoje em dia "é reconhecido e de referência", em termos nacionais e internacionais.

"A obra que realizou não partirá com ele, mas permanecerá por muitos anos, para bem do Alentejo, de um modo geral, e da agricultura de um modo particular", lê-se ainda na nota de Assunção Cristas, que foi ministra da Agricultura no Governo de maioria PSD/CDS-PP.

Passos Coelho lamenta morte do "grande responsável" pelo êxito da Ovibeja
O presidente do PSD recordou a luta de Manuel Castro e Brito pelos valores do mundo rural e da agricultura, lamentando a morte do "grande responsável pelo êxito da Ovibeja".

"O engenheiro Manuel Castro e Brito, grande responsável pelo êxito da Ovibeja, será sempre recordado pela sua luta pelos valores do mundo rural e da agricultura e pelo que fez pela promoção do que o Alentejo tem de melhor", lê-se numa nota do líder social-democrata, Pedro Passos Coelho.

Na nota, Pedro Passos Coelho apresenta ainda, em seu nome e em nome do partido, "o mais sentido pesar" à família e à ACOS - Associação de Agricultores do Sul pela morte de Manuel Castro e Brito.

Marcelo louva persistente luta na defesa da agricultura
O Presidente da República louvou a "persistente e mobilizadora luta" na defesa da agricultura de Manuel Castro e Brito e o "papel essencial na organização e presidência da Ovibeja", apresentando as condolências à família pela sua morte.

De acordo com uma mensagem na página oficial de internet da Presidência da República, Marcelo Rebelo de Sousa enviou uma mensagem de condolências à família de Manuel Castro e Brito, presidente da ACOS - Associação de Agricultores do Sul, promotora da Ovibeja e da Federação das Associações de Agricultores do Baixo Alentejo.

"O Presidente da República louva a persistente e mobilizadora luta do Senhor Engenheiro Manuel Castro e Brito na defesa da agricultura e dos agricultores, e sublinha o papel essencial na organização e presidência da Ovibeja", refere a nota.

O chefe de Estado "recorda, com saudade, a sua amiga presença e solidariedade em momentos cívicos vividos em conjunto", testemunhando "o seu profundo pesar à família e às instituições a que dava as suas constantes dedicação e experiência".
Manuel Castro e Brito Ovibeja ACOS Agricultores do Sul
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)