Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
4

Saudade Cordeiro dos Santos (1939-2015)

Fadista e poetisa morreu aos 75 anos de idade.
23 de Janeiro de 2015 às 21:40
Saudade Cordeiro dos Santos nasceu em S. Pedro de Alva, no concelho de Penacova, distrito de Coimbra
Saudade Cordeiro dos Santos nasceu em S. Pedro de Alva, no concelho de Penacova, distrito de Coimbra FOTO: D.R.

A fadista e poetisa Saudade dos Santos morreu esta quinta-feira, aos 75 anos, em Lisboa. Saudade dos Santos, que projetava publicar a sua obra completa de poesia, venceu em 1957 o concurso Rainha do Fado, realizado em Lisboa.


A fadista foi criadora de vários êxitos, entre os quais "Ó meu amor, marinheiro". Do seu repertório, fazem parte, entre outros, "Chico da Mouraria", além de poemas da sua autoria.


Saudade Cordeiro dos Santos nasceu em S. Pedro de Alva, no concelho de Penacova, distrito de Coimbra. Aos 17 anos começou a trabalhar num escritório de advogados em Lisboa "e, sempre que possível, marcava presença em várias casas de fado", contou à Lusa o jornalista e investigador de fado Armando Castela.

Depois de vencer o concurso 'Rainha do Fado', Saudade dos Santos começou a ser presença assídua na RTP, na extinta Emissora Nacional e noutras rádios, evidenciando "uma grande atividade artística, com contratos nos casinos de norte a sul do país".


Participou na revista "Lisboa Antiga", no extinto Teatro Monumental e, em 1964, participou no filme "Canção da saudade", de Henrique Campos. Nesse mesmo ano o seu álbum de Natal, com Manuel Fernandes, recebeu um prémio da crítica norte-americana, como noticiou a revista Plateia, em janeiro de 1965. No auge da carreira "decidiu que a vida familiar estaria em primeiro lugar" e abandonou os palcos.

O funeral da fadista e poetisa Saudade dos Santos, que morreu esta quinta-feira em Lisboa, aos 75 anos, realiza-se na segunda-feira, a partir da Basílica da Estrela, em Lisboa, disse à Lusa um familiar, que não precisou a hora. O velório da fadista tem lugar no domingo, a partir das 19h00, na Basílica, realizando-se o funeral e a cerimónia de cremação na segunda-feira, segundo a mesma fonte.

Saudade dos Santos Rainha do Fado fadista poetisa obituário