Barra Cofina

Correio da Manhã

Mais CM
7

Tomas Tranströmer (1931-2015)

Morreu o último poeta a vencer o Nobel.
Leonardo Ralha 28 de Março de 2015 às 01:00
Tranströmer conciliou escrita e trabalho de psicólogo
Tranströmer conciliou escrita e trabalho de psicólogo FOTO: DR
Quando foi anunciado vencedor do Nobel da Literatura de 2011, devido às "imagens translúcidas e condensadas" dos seus poemas, os leitores do sueco Tomas Tranströmer, que morreu ontem, aos 83 anos, na mesma Estocolmo em que nasceu, sentiram que era finalmente feita justiça a quem ainda hoje é o último poeta agraciado pela Academia Sueca.

Depois de conciliar a escrita com o trabalho de psicólogo, especializando-se no trabalho com jovens delinquentes, Tranströmer dedicou-se à poesia e nem a trombose que sofreu em 1990, deixando-o paralisado do lado direito do corpo e impedindo-o de falar, o conseguiu travar.
Tomas Tranströmer morte Nobel literatura Estocolmo Academia Sueca
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)