Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
2
Centenas de jornalistas foram destacados para acompanharem aquele que é considerado o julgamento mais mediático na história da justiça norueguesa (Fabrizio Bensch/Reuters)
Foi esse vídeo que fez o autor confesso do duplo atentado ir às lágrimas (Heiko Junge/Reuters)
O trânsito foi suspenso na rua do tribunal, por questões de segurança. Apenas os eléctricos passavam, mas sem fazer paragens (Thomas Winje Oeijord/Reuters)
Anders Breivik deixou a prisão de Ila e chegou ao Tribunal de Oslo sob fortes medidas de segurança (Stoyan Nevov/Reuters)
Breivik com o seu advogado, Geir Lippestad (Hakon Mosvold Larsen/Reuters)
Procuradores do Ministério Público norueguês mostraram vídeo com mensagens de extrema-direita da autoria de Breivik (Heiko Junge/Reuters)
Breivik sorriu várias vezes durante o julgamento. Na foto, foi após a pausa para almoço (Heiko Junge/Reuters)
Alguns sobreviventes apelaram para não serem 'incomodados' pela imprensa (Fabrizio Bensch/Reuters)
No exterior do tribunal, foram colocadas rosas em jeito de homenagem às vítimas dos atentados (Stian Lysberg/Reuters)
Quando os agentes que o acompanhavam lhe retiraram as algemas, Breivik fez um gesto de extrema-direita na sala de audiências, perante advogados, vítimas que sobreviveram e colectivo de juízes (Reuters)
Centenas de jornalistas foram destacados para acompanharem aquele que é considerado o julgamento mais mediático na história da justiça norueguesa (Fabrizio Bensch/Reuters)
Foi esse vídeo que fez o autor confesso do duplo atentado ir às lágrimas (Heiko Junge/Reuters)
O trânsito foi suspenso na rua do tribunal, por questões de segurança. Apenas os eléctricos passavam, mas sem fazer paragens (Thomas Winje Oeijord/Reuters)
Anders Breivik deixou a prisão de Ila e chegou ao Tribunal de Oslo sob fortes medidas de segurança (Stoyan Nevov/Reuters)
Breivik com o seu advogado, Geir Lippestad (Hakon Mosvold Larsen/Reuters)
Procuradores do Ministério Público norueguês mostraram vídeo com mensagens de extrema-direita da autoria de Breivik (Heiko Junge/Reuters)
Breivik sorriu várias vezes durante o julgamento. Na foto, foi após a pausa para almoço (Heiko Junge/Reuters)
Alguns sobreviventes apelaram para não serem 'incomodados' pela imprensa (Fabrizio Bensch/Reuters)
No exterior do tribunal, foram colocadas rosas em jeito de homenagem às vítimas dos atentados (Stian Lysberg/Reuters)
Quando os agentes que o acompanhavam lhe retiraram as algemas, Breivik fez um gesto de extrema-direita na sala de audiências, perante advogados, vítimas que sobreviveram e colectivo de juízes (Reuters)
Centenas de jornalistas foram destacados para acompanharem aquele que é considerado o julgamento mais mediático na história da justiça norueguesa (Fabrizio Bensch/Reuters)
Foi esse vídeo que fez o autor confesso do duplo atentado ir às lágrimas (Heiko Junge/Reuters)
O trânsito foi suspenso na rua do tribunal, por questões de segurança. Apenas os eléctricos passavam, mas sem fazer paragens (Thomas Winje Oeijord/Reuters)
Anders Breivik deixou a prisão de Ila e chegou ao Tribunal de Oslo sob fortes medidas de segurança (Stoyan Nevov/Reuters)
Breivik com o seu advogado, Geir Lippestad (Hakon Mosvold Larsen/Reuters)
Procuradores do Ministério Público norueguês mostraram vídeo com mensagens de extrema-direita da autoria de Breivik (Heiko Junge/Reuters)
Breivik sorriu várias vezes durante o julgamento. Na foto, foi após a pausa para almoço (Heiko Junge/Reuters)
Alguns sobreviventes apelaram para não serem 'incomodados' pela imprensa (Fabrizio Bensch/Reuters)
No exterior do tribunal, foram colocadas rosas em jeito de homenagem às vítimas dos atentados (Stian Lysberg/Reuters)
Quando os agentes que o acompanhavam lhe retiraram as algemas, Breivik fez um gesto de extrema-direita na sala de audiências, perante advogados, vítimas que sobreviveram e colectivo de juízes (Reuters)

Breivik sorri e chora no julgamento

Anders Breivik começou esta segunda-feira a ser julgado pelo duplo atentado em Oslo e na ilha de Utoya, em Julho do ano passado, onde centenas de pessoas perderam a vida. Chegou e fez um gesto de extrema-direita, sorriu, mas também verteu lágrimas, quando os procuradores noruegueses revelaram um vídeo da sua autoria com mensagens extremistas.

16 de Abril de 2012 às 15:26