Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
1
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O espanhol Victor Mira (1949)
José Lima no espaço da exposição
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
À direita, uma obra de Karel Appel, um holandês nascido em 1921
A coleção integra obras de 100 artistas portugueses e estrangeiros
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
A exposição vai estar patente até Abril
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O espanhol Victor Mira (1949)
José Lima no espaço da exposição
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
À direita, uma obra de Karel Appel, um holandês nascido em 1921
A coleção integra obras de 100 artistas portugueses e estrangeiros
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
A exposição vai estar patente até Abril
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O espanhol Victor Mira (1949)
José Lima no espaço da exposição
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
À direita, uma obra de Karel Appel, um holandês nascido em 1921
A coleção integra obras de 100 artistas portugueses e estrangeiros
O industrial que aprendeu a gostar de arte
O industrial que aprendeu a gostar de arte
A exposição vai estar patente até Abril
O industrial que aprendeu a gostar de arte

O industrial que aprendeu a gostar de arte

Subiu na vida a pulso e hoje é um empresário de sucesso. José Lima, dono de uma valiosa coleção de arte, não se deixa deslumbrar.

27 de Outubro de 2013 às 15:00

Mais vistos