População de Pedrógão Grande denuncia corrupção

Graziela, 71 anos, invisual, diz que “aqui não há compadres nem comadres” e, por isso, a casa ficou por acabar.
16.09.18
  • partilhe
  • 8
Últimos

pub