Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
4
A malária vitima cerca de 1 milhão de pessoas anualmente. Os países mais afectados são Burkina Faso, Guiné Equatorial e Níger
A cardiopatia hipertensiva tira a vida a cerca de 1,1 milhões de pessoas todos os anos
A diabetes mata mais de 1 milhão e 500 mil pessoas todos os anos
As doenças que resultam em diarreias matam também 1,5 milhões de pessoas por ano. Angola e Serra Leoa são dos países mais afectados
A SIDA, provocada pelo HIV, tira a vida a 1,5 milhões de pessoas anualmente. O Zimbabwe é o país com o maior número de mortes por 100 mil habitantes (51.551)
O número de mortes associadas a cancros da traqueia, brônquios e pulmões têm aumentado nos últimos anos, fazendo atualmente 1,6 milhões de vítimas a nível mundial
Bronquites e pneumonias tiram a vida a 3,1 milhões de pessoas por ano
A doença pulmonar obstrutiva crónica destrói os alvéolos pulmonares, provocando a morte a 3,1 milhões de pessoas em todo o mundo
Os acidentes vasculares cerebrais são a segunda maior causa de morte a nível global, matando 6,7 milhões de pessoas anualmente
A doença arterial coronariana é a maior causa de morte da actualidade e desenvolve-se através da acumulação de gordura e colestrol nas artérias, levando a uma redução do fluxo sanguíneo e, em última instância, a um enfarte. Morrem 7,4 milhões de pessoas todos os anos
A malária vitima cerca de 1 milhão de pessoas anualmente. Os países mais afectados são Burkina Faso, Guiné Equatorial e Níger
A cardiopatia hipertensiva tira a vida a cerca de 1,1 milhões de pessoas todos os anos
A diabetes mata mais de 1 milhão e 500 mil pessoas todos os anos
As doenças que resultam em diarreias matam também 1,5 milhões de pessoas por ano. Angola e Serra Leoa são dos países mais afectados
A SIDA, provocada pelo HIV, tira a vida a 1,5 milhões de pessoas anualmente. O Zimbabwe é o país com o maior número de mortes por 100 mil habitantes (51.551)
O número de mortes associadas a cancros da traqueia, brônquios e pulmões têm aumentado nos últimos anos, fazendo atualmente 1,6 milhões de vítimas a nível mundial
Bronquites e pneumonias tiram a vida a 3,1 milhões de pessoas por ano
A doença pulmonar obstrutiva crónica destrói os alvéolos pulmonares, provocando a morte a 3,1 milhões de pessoas em todo o mundo
Os acidentes vasculares cerebrais são a segunda maior causa de morte a nível global, matando 6,7 milhões de pessoas anualmente
A doença arterial coronariana é a maior causa de morte da actualidade e desenvolve-se através da acumulação de gordura e colestrol nas artérias, levando a uma redução do fluxo sanguíneo e, em última instância, a um enfarte. Morrem 7,4 milhões de pessoas todos os anos
A malária vitima cerca de 1 milhão de pessoas anualmente. Os países mais afectados são Burkina Faso, Guiné Equatorial e Níger
A cardiopatia hipertensiva tira a vida a cerca de 1,1 milhões de pessoas todos os anos
A diabetes mata mais de 1 milhão e 500 mil pessoas todos os anos
As doenças que resultam em diarreias matam também 1,5 milhões de pessoas por ano. Angola e Serra Leoa são dos países mais afectados
A SIDA, provocada pelo HIV, tira a vida a 1,5 milhões de pessoas anualmente. O Zimbabwe é o país com o maior número de mortes por 100 mil habitantes (51.551)
O número de mortes associadas a cancros da traqueia, brônquios e pulmões têm aumentado nos últimos anos, fazendo atualmente 1,6 milhões de vítimas a nível mundial
Bronquites e pneumonias tiram a vida a 3,1 milhões de pessoas por ano
A doença pulmonar obstrutiva crónica destrói os alvéolos pulmonares, provocando a morte a 3,1 milhões de pessoas em todo o mundo
Os acidentes vasculares cerebrais são a segunda maior causa de morte a nível global, matando 6,7 milhões de pessoas anualmente
A doença arterial coronariana é a maior causa de morte da actualidade e desenvolve-se através da acumulação de gordura e colestrol nas artérias, levando a uma redução do fluxo sanguíneo e, em última instância, a um enfarte. Morrem 7,4 milhões de pessoas todos os anos

10 doenças mais mortais

HIV continua a ser uma das principais causas de morte em todo o mundo.

21 de Setembro de 2014 às 14:10