Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
2
No século XII, o bispo de Sully decidiu que Paris precisava de uma catedral. A construção demorou quase 200 anos. Ficou pronta em 1345.
O Portal de Santa Ana é mais conhecido por a “Porta do Diabo” e é uma das lendas mais conhecidas e também mais interessantes da catedral.
Durante a Revolução Francesa, as 28 estátuas da Galeria dos Reis que representam personagens bíblicos foram decapitadas, isso porque os revolucionários acreditavam na época que elas representassem os reis da França.
Após a Revolução Francesa, a Catedral Notre Dame de Paris ficou destruída. Foi nessa altura, em 1787, que o escritor Victor Hugo, autor do romance “O Corcunda de Notre Dame”, lançou uma campanha para que fosse restaurada.
A catedral é muito conhecida também pela história do “Corcunda de Notre Dame”, um homem corcunda que mora e trabalha na torre da Catedral Notre Dame de Paris e se apaixona por Esmeralda, uma cigana. O romance foi escrito por Victor Hugo, escritor francês. O autor inspirou-se num dos escultores da catedral para criar a personagem Quasímodo.
A Catedral de Notre Dame de Paris já foi palco de passagens históricas muito importantes em França. Foi lá que Joana D’Arc, figura importante da Guerra dos Cem Anos, foi beatificada em 1909. Outro momento importante foi a coroação do Imperador Napoleão Bonaparte em Dezembro de 1804.
Tesouro (Trésor) na Catedral Notre Dame de Paris guarda verdadeiras relíquias, entre elas manuscritos medievais, objetos e relíquias religiosas, como por exemplo a Coroa de Espinhos de Cristo e um pedaço da cruz na qual foi crucificado.
Em frente à catedral, na Praça Parvis, situa-se o marco 0 da cidade, marco geográfico que determina o quilómetro 0 de todas as estradas que saem da cidade.
No século XII, o bispo de Sully decidiu que Paris precisava de uma catedral. A construção demorou quase 200 anos. Ficou pronta em 1345.
O Portal de Santa Ana é mais conhecido por a “Porta do Diabo” e é uma das lendas mais conhecidas e também mais interessantes da catedral.
Durante a Revolução Francesa, as 28 estátuas da Galeria dos Reis que representam personagens bíblicos foram decapitadas, isso porque os revolucionários acreditavam na época que elas representassem os reis da França.
Após a Revolução Francesa, a Catedral Notre Dame de Paris ficou destruída. Foi nessa altura, em 1787, que o escritor Victor Hugo, autor do romance “O Corcunda de Notre Dame”, lançou uma campanha para que fosse restaurada.
A catedral é muito conhecida também pela história do “Corcunda de Notre Dame”, um homem corcunda que mora e trabalha na torre da Catedral Notre Dame de Paris e se apaixona por Esmeralda, uma cigana. O romance foi escrito por Victor Hugo, escritor francês. O autor inspirou-se num dos escultores da catedral para criar a personagem Quasímodo.
A Catedral de Notre Dame de Paris já foi palco de passagens históricas muito importantes em França. Foi lá que Joana D’Arc, figura importante da Guerra dos Cem Anos, foi beatificada em 1909. Outro momento importante foi a coroação do Imperador Napoleão Bonaparte em Dezembro de 1804.
Tesouro (Trésor) na Catedral Notre Dame de Paris guarda verdadeiras relíquias, entre elas manuscritos medievais, objetos e relíquias religiosas, como por exemplo a Coroa de Espinhos de Cristo e um pedaço da cruz na qual foi crucificado.
Em frente à catedral, na Praça Parvis, situa-se o marco 0 da cidade, marco geográfico que determina o quilómetro 0 de todas as estradas que saem da cidade.
No século XII, o bispo de Sully decidiu que Paris precisava de uma catedral. A construção demorou quase 200 anos. Ficou pronta em 1345.
O Portal de Santa Ana é mais conhecido por a “Porta do Diabo” e é uma das lendas mais conhecidas e também mais interessantes da catedral.
Durante a Revolução Francesa, as 28 estátuas da Galeria dos Reis que representam personagens bíblicos foram decapitadas, isso porque os revolucionários acreditavam na época que elas representassem os reis da França.
Após a Revolução Francesa, a Catedral Notre Dame de Paris ficou destruída. Foi nessa altura, em 1787, que o escritor Victor Hugo, autor do romance “O Corcunda de Notre Dame”, lançou uma campanha para que fosse restaurada.
A catedral é muito conhecida também pela história do “Corcunda de Notre Dame”, um homem corcunda que mora e trabalha na torre da Catedral Notre Dame de Paris e se apaixona por Esmeralda, uma cigana. O romance foi escrito por Victor Hugo, escritor francês. O autor inspirou-se num dos escultores da catedral para criar a personagem Quasímodo.
A Catedral de Notre Dame de Paris já foi palco de passagens históricas muito importantes em França. Foi lá que Joana D’Arc, figura importante da Guerra dos Cem Anos, foi beatificada em 1909. Outro momento importante foi a coroação do Imperador Napoleão Bonaparte em Dezembro de 1804.
Tesouro (Trésor) na Catedral Notre Dame de Paris guarda verdadeiras relíquias, entre elas manuscritos medievais, objetos e relíquias religiosas, como por exemplo a Coroa de Espinhos de Cristo e um pedaço da cruz na qual foi crucificado.
Em frente à catedral, na Praça Parvis, situa-se o marco 0 da cidade, marco geográfico que determina o quilómetro 0 de todas as estradas que saem da cidade.

8 curiosidades sobre a Catedral de Notre-Dame em Paris

Monumento é um dos mais antigos e visitados da capital francesa.

15 de Abril de 2019 às 20:05

Mais vistos