Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
6
A operação que tomou de assalto a gráfica em Dammartin-en-Goele foi de curta duração e resultou na morte dos dois homens que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque terrorista contra o 'Charlie Hebdo'
Uma primeira granada de fumo, que se vê timidamente nesta imagem, protegeu a entrada dos polícias no supermercado em Paris
Um helicóptero da Força Aérea francesa é um dos cinco helicópteros que sobrevoavam a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero de transporte das forças de segurança da polícia francesa sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero do exército francês sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Já após o assalto, os meios aéreos mantiveram-se no local
Um agente colocado no telhado aguarda as ordens para forçar a entrada na gráfica
Explosão durante o assalto ao supermercado judaico
Momento da libertação de alguns dos reféns no supermercado judaico. O responsável pelo sequestro foi abatido pela polícia
O fumo provocado pelas granadas e explosões cobriu os céus de Dammartin-en-Goële durante o assalto da polícia que matou os dois homens extremistas muçulmanos que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque ao jornal parisiense 'Charlie Hebdo'
Durante as operações contra os terroristas, no centro de Paris, a polícia francesa protegia uma mesquita procurada por alguns muçulmanos para a oração
Agentes da polícia forçam a paragem de um casal de franceses que viajava de mota perto do supermercado onde um homem com duas armas tomou como reféns várias pessoas
O casal que seguia em cima da mota foi detido
Agentes da autoridade protegem as crianças durante a evacuação de uma escola perto da zona industrial de Dammartin-en-Goële
Preparativos dos elementos das forças especiais da polícia que tomaram de assalto a gráfica na zona industrial em Dammartin-en-Goële
A polícia de intervenção francesa saiu às ruas para tomar de assalto o supermercado onde um homem se barricou com duas armas e fez vários reféns na zona sudeste de Paris
Um agente sinaliza que está em posição no telhado da gráfica
Atiradores furtivos a postos no complexo industrial
Com França em alerta máximo, nas últimas 48 horas tem sido habitual ver soldados franceses a patrulhar os principais pontos turísticos daquele país
“Paris é Charlie” e “Nós Somos Charlie” é o que dizem as faixas penduradas na Câmara Municipal de Paris
A operação que tomou de assalto a gráfica em Dammartin-en-Goele foi de curta duração e resultou na morte dos dois homens que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque terrorista contra o 'Charlie Hebdo'
Uma primeira granada de fumo, que se vê timidamente nesta imagem, protegeu a entrada dos polícias no supermercado em Paris
Um helicóptero da Força Aérea francesa é um dos cinco helicópteros que sobrevoavam a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero de transporte das forças de segurança da polícia francesa sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero do exército francês sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Já após o assalto, os meios aéreos mantiveram-se no local
Um agente colocado no telhado aguarda as ordens para forçar a entrada na gráfica
Explosão durante o assalto ao supermercado judaico
Momento da libertação de alguns dos reféns no supermercado judaico. O responsável pelo sequestro foi abatido pela polícia
O fumo provocado pelas granadas e explosões cobriu os céus de Dammartin-en-Goële durante o assalto da polícia que matou os dois homens extremistas muçulmanos que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque ao jornal parisiense 'Charlie Hebdo'
Durante as operações contra os terroristas, no centro de Paris, a polícia francesa protegia uma mesquita procurada por alguns muçulmanos para a oração
Agentes da polícia forçam a paragem de um casal de franceses que viajava de mota perto do supermercado onde um homem com duas armas tomou como reféns várias pessoas
O casal que seguia em cima da mota foi detido
Agentes da autoridade protegem as crianças durante a evacuação de uma escola perto da zona industrial de Dammartin-en-Goële
Preparativos dos elementos das forças especiais da polícia que tomaram de assalto a gráfica na zona industrial em Dammartin-en-Goële
A polícia de intervenção francesa saiu às ruas para tomar de assalto o supermercado onde um homem se barricou com duas armas e fez vários reféns na zona sudeste de Paris
Um agente sinaliza que está em posição no telhado da gráfica
Atiradores furtivos a postos no complexo industrial
Com França em alerta máximo, nas últimas 48 horas tem sido habitual ver soldados franceses a patrulhar os principais pontos turísticos daquele país
“Paris é Charlie” e “Nós Somos Charlie” é o que dizem as faixas penduradas na Câmara Municipal de Paris
A operação que tomou de assalto a gráfica em Dammartin-en-Goele foi de curta duração e resultou na morte dos dois homens que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque terrorista contra o 'Charlie Hebdo'
Uma primeira granada de fumo, que se vê timidamente nesta imagem, protegeu a entrada dos polícias no supermercado em Paris
Um helicóptero da Força Aérea francesa é um dos cinco helicópteros que sobrevoavam a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero de transporte das forças de segurança da polícia francesa sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Um helicóptero do exército francês sobrevoa a zona industrial em Dammartin-en-Goële, onde os irmãos Kouachi se barricaram
Já após o assalto, os meios aéreos mantiveram-se no local
Um agente colocado no telhado aguarda as ordens para forçar a entrada na gráfica
Explosão durante o assalto ao supermercado judaico
Momento da libertação de alguns dos reféns no supermercado judaico. O responsável pelo sequestro foi abatido pela polícia
O fumo provocado pelas granadas e explosões cobriu os céus de Dammartin-en-Goële durante o assalto da polícia que matou os dois homens extremistas muçulmanos que na quarta-feira mataram 12 pessoas no ataque ao jornal parisiense 'Charlie Hebdo'
Durante as operações contra os terroristas, no centro de Paris, a polícia francesa protegia uma mesquita procurada por alguns muçulmanos para a oração
Agentes da polícia forçam a paragem de um casal de franceses que viajava de mota perto do supermercado onde um homem com duas armas tomou como reféns várias pessoas
O casal que seguia em cima da mota foi detido
Agentes da autoridade protegem as crianças durante a evacuação de uma escola perto da zona industrial de Dammartin-en-Goële
Preparativos dos elementos das forças especiais da polícia que tomaram de assalto a gráfica na zona industrial em Dammartin-en-Goële
A polícia de intervenção francesa saiu às ruas para tomar de assalto o supermercado onde um homem se barricou com duas armas e fez vários reféns na zona sudeste de Paris
Um agente sinaliza que está em posição no telhado da gráfica
Atiradores furtivos a postos no complexo industrial
Com França em alerta máximo, nas últimas 48 horas tem sido habitual ver soldados franceses a patrulhar os principais pontos turísticos daquele país
“Paris é Charlie” e “Nós Somos Charlie” é o que dizem as faixas penduradas na Câmara Municipal de Paris

As imagens das operações policiais em Paris

Veja os esforços da polícia e do exército na luta contra o terrorismo em Paris. Os dois extremistas que mataram 12 pessoas no ataque ao 'Charlie Hebdo' foram abatidos, assim como o barricado que sequestrou várias pessoas num supermercado na capital francesa.

9 de Janeiro de 2015 às 17:59

Mais vistos