Barra Cofina

Correio da Manhã

Multimédia
2

Referendo húngaro sobre a imigração é inválido

O primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán, afirmou que a União Europeia "não poderá impor a sua vontade à Hungria" e anunciou que vai apresentar uma emenda constitucional para "registar a vontade das pessoas".

3 de Outubro de 2016 às 17:47