Oitenta e oito militares portugueses integrados na missão das Nações Unidas na República Centro-Africana testaram positivo à Covid-19, informou o Estado-Maior-General das Forças Armadas em comunicado.



"Os militares infetados estão bem e apresentam bom prognóstico, permanecendo dentro da sua base em Bangui (Campo M’Poko) em isolamento, sob acompanhamento da equipa médica da Força e em estreita articulação com as estruturas da saúde militar no território nacional", lê-se no documento. 

Os restantes 92 militares da Força Portuguesa também foram testados e apresentaram resultado negativo para o coronavírus SARS CoV-2 e encontram-se em quarentena, no Campo M’Poko, tendo sido tomadas as medidas consideradas adequadas para a contenção deste surto.