Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

África do Sul vence mundial de râguebi

Springboks igualam All Black, com três títulos mundiais.
Mário Pereira 3 de Novembro de 2019 às 09:45
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
Capitão Siya Kolisi ergue o troféu que consagra a África do Sul
A África do Sul volta a estar em festa com a conquista do título mundial de râguebi. Os Springboks venceram a Inglaterra (32-12) na final realizada em Yokohama, no Japão, e com este feito igualam a Nova Zelândia no palmarés dos Mundiais, com três títulos cada. Um resultado algo inesperado depois de os ingleses terem vencido os All Black (maiores favoritos) na meia-final.

Os sul-africanos juntam esta conquista às de 1995 e de 2007, o que significa que de 12 em 12 anos são campeões. Num país histórica e culturalmente marcado por diferenças raciais, as vitórias no râguebi (desporto nacional) são sempre um pretexto para unir a nação.

O primeiro título, em 1995, entrou na história da África do Sul como um exemplo de superação nacional, após anos marcados pelo Apartheid (regime de segregação racial que se extinguiu em 1994).

Uma história exemplarmente retratada no filme ‘Invictus’, de Clint Eastwood. Esse espírito foi agora revisitado, quando o capitão Siya Kolisi recebeu a taça Webb Ellis, no dia em que cumpriu a 50ª internacionalização. Kolisi é o primeiro negro a capitanear a África do Sul. Garantiu um lugar na história.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)