Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Angola impede saída ilegal de mais de 2.700 litros de combustíveis para a RD Congo

Embarcação foi intercetada nos canais fluviais do Pululu-Pululu e Luamba, tendo resultado na sua apreensão bem como do combustível. 
Lusa 18 de Junho de 2021 às 16:17
Luanda, Angola
Luanda, Angola FOTO: Getty Images
A Polícia de Guarda Fronteira angolana frustrou a saída ilegal, no município do Soyo, província do Zaire, de 2.750 litros de combustível, transportados numa embarcação de fabrico moderno, que tinha como destino a vizinha República Democrática do Congo. 

De acordo com uma nota de imprensa distribuída esta sexta-feira pelo Comando Provincial do Zaire da Polícia Nacional, a embarcação foi intercetada nos canais fluviais do Pululu-Pululu e Luamba, tendo resultado na sua apreensão bem como do combustível. 

A nota, citada pela agência noticiosa angolana, Angop, salienta que a apreensão decorreu de um patrulhamento operativo realizado nos mangais do rio Zaire. 

 Os mais de 2.700 litros de combustíveis estavam acondicionados em bidões de 25 litros e seria comercializado no mercado negro da RDCongo, indica ainda o documento, tendo quer a embarcação quer a mercadoria sido entregues à Administração Geral Tributária do Soyo para o devido tratamento. 

As autoridades angolanas veem-se a braços há vários anos com o fenómeno do tráfico de combustíveis, sobretudo na zona norte do país, o que tem consequências económicas para o país, segundo responsáveis ligados ao setor. 

Semanalmente são anunciadas pelas autoridades policiais a apreensão de quantidades elevadas de combustíveis, que têm maioritariamente como destino a República Democrática do Congo. 

Ver comentários