Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
4

Autocarro sem travões mata duas pessoas em peregrinação em Angola

Veículo terá, aparentemente, ficado sem travões e o motorista, de 41 anos, não conseguiu controlar o autocarro.
Lusa 30 de Agosto de 2019 às 20:56
Imagem ilustrativa
Imagem ilustrativa FOTO: Getty Images
Duas pessoas morreram esta sexta-feira numa estrada de acesso ao santuário angolano da Muxima, onde um milhão de peregrinos irá juntar-se no fim de semana, quando foram atropeladas por um autocarro sem travões, informou a polícia.

Segundo a nota do posto de comando da 19.ª peregrinação à Muxima, o acidente aconteceu às 16h00 (a mesma hora em Lisboa) no troço rodoviário que liga Km5/Muxima, na estrada 110.

O autocarro terá, aparentemente, ficado sem travões e o motorista, de 41 anos, não conseguiu controlar o veículo, tendo atropelado um homem de 38 anos, funcionário da elétrica nacional angolana ENDE, e uma mulher de 30.

A segunda vítima ainda foi transportada com vida para o Hospital de Catete, onde acabou por morrer.

O santuário acolhe no sábado e no domingo milhares de fiéis que se deslocam àquele que é o maior centro mariano da África subsaariana, numa peregrinação anual de devoção à "Mamã Muxima", nome por que é popularmente conhecida a Nossa Senhora da Conceição da Muxima.

À concentração, que se realiza na vila do município de Quissama, os peregrinos chegam a pé, de carro, autocarro ou mesmo de barco, pelo rio Cuanza, de vários pontos do país e do estrangeiro, incluindo de Portugal.

Na língua angolana quimbundu, "Mamã Muxima" significa "Mamã do Coração".
Mamã Muxima Angola questões sociais emigrantes demografia interesse humano pessoas
Ver comentários