Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Carlos César "muito feliz" com vitória de José Maria Neves

Presidente do PS sublinhou que a vitória de José Maria Neves é um resultado merecido pelo "empenhamento de sempre na defesa do povo e no desenvolvimento de Cabo Verde".
Lusa 18 de Outubro de 2021 às 07:49
Carlos César
Carlos César FOTO: Lusa/Mário Cruz
O presidente do Partido Socialista (PS), Carlos César, manifestou-se esta segunda-feira "muito feliz pela vitória" de José Maria Neves, eleito Presidente da República de Cabo Verde à primeira volta, realçando o resultado "merecido".

Em comunicado, Carlos César, que enviou uma mensagem ao Presidente eleito de Cabo Verde, sublinhou que a vitória de José Maria Neves é um resultado merecido pelo "empenhamento de sempre na defesa do povo e no desenvolvimento de Cabo Verde".

O presidente do PS português foi uma das personalidades que contribuiu com um depoimento para um livro publicado em agosto passado, da autoria de José Sousa Dias, intitulado "José Maria Neves, por Cabo Verde".

Naquela publicação, Carlos César realça as qualidades do presidente agora eleito, como "político determinado, associando sensibilidade à experiência, inteligência e prestígio" e salientando tratar-se de "um estadista do qual Cabo Verde se pode orgulhar e não deve prescindir".

"O novo Presidente de Cabo Verde foi primeiro-ministro daquele país irmão de Portugal e líder do PAICV", pode ler-se na nota.

José Maria Neves, professor universitário e antigo primeiro-ministro cabo-verdiano, de 61 anos, foi domingo eleito, à primeira volta, o quinto Presidente da República de Cabo Verde, com 51,5% dos votos, de acordo com dados do apuramento provisório.

Apoiado pelo Partido Africano da Independência de Cabo Verde (PAICV), atualmente na oposição, José Maria Neves irá suceder a Jorge Carlos Fonseca, que cumpre o seu segundo e último mandato como Presidente da República.

Carlos Veiga, também antigo primeiro-ministro, que se candidatou com o apoio do Movimento para a Democracia (MPD), no poder e da União Caboverdiana Independente e Democrática (UCID), obteve cerca de 42,6% dos votos e falhou a eleição para Presidente da República pela terceira vez.

No seu discurso de vitória, José Maria Neves, assumiu que vai "dialogar com todos", apelando à união de esforços entre os órgãos de soberania e sociedade civil na recuperação económica do país.

"Trata-se de uma grande vitória do povo de Cabo Verde. Quem ganha numa jornada cívica desta envergadura são as cabo-verdianas e os cabo-verdianos, nas ilhas e na diáspora, que deram um grande exemplo de civismo", afirmou José Maria Neves, no discurso de vitória, na sua sede de campanha, na cidade da Praia.

Na mesma intervenção, já ao som da forte festa pelas ruas da capital, prometeu ser um "Presidente que une, que cuida e que protege" e "um Presidente de todas as cabo-verdianas e de todos os cabo-verdianos".

Ver comentários