Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Comerciante chinês assassinado na sua própria loja no centro de Moçambique

O comerciante chinês, Yong Ehen, terá sido assassinado quando estava a conferir as receitas do dia.
Lusa 20 de Abril de 2019 às 17:29
Bandeira Moçambique
Bandeira Moçambique FOTO: Getty Images
Um comerciante chinês foi assassinado na sua loja, em Chimoio, centro de Moçambique, e um dos dois suspeitos do crime foi morto pela polícia, disse este sábado à Lusa fonte daquela força de segurança.

"A polícia continua a trabalhar neste caso pois temos um segurança do estabelecimento que continua fugitivo", disse Mateus Mindu, porta-voz do comando da polícia da província de Manica.

O comerciante chinês, Yong Ehen, terá sido assassinado pelas 22h00 de quinta-feira, quando estava a conferir as receitas do dia.

Uma testemunha contou à Lusa que um supervisor de uma empresa privada de segurança, que prestava serviços ao estabelecimento, se escondeu no interior do estabelecimento, supostamente em conluio com o guarda de serviço naquele dia.

O guarda pôs-se em fuga quando se apercebeu que o supervisor tinha esfaqueado mortalmente o comerciante chinês.

"Quando a polícia chegou local, o comerciante já estava morto" , referiu Mateus Mindu.

O supervisor "mostrou alguma resistência às ordens policiais e porque não sabíamos se tinha outro instrumento além da faca, acabou alvejado mortalmente", acrescentou.
Chimoio Moçambique supervisor Mateus Mindu Yong Ehen Manica
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)