Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
1

Eleições Moçambique: votação decorre de forma ordeira

13,1 milhões de eleitores moçambicanos vão escolher hoje o Presidente da República.
Lusa 15 de Outubro de 2019 às 14:22
Suprir os constrangimentos da falta de infraestruturas entre os principais desafios
Suprir os constrangimentos da falta de infraestruturas entre os principais desafios FOTO: Mariline Alves

A missão de observação do processo eleitoral da União Europeia (UE) classificou esta terça-feira como "ordeiro" o processo de votação nas primeiras horas em Moçambique.

"Por enquanto registamos o que ocorreu na abertura e observamos que sucedeu num modo ordeiro. Há informação muito completa ao eleitor antes da votação, e isso é necessário para que o processo decorra como queremos que seja", disse o chefe da missão de observação eleitoral da União Europeia, Nacho Sánchez.

Em declarações esta terça-feira à Lusa, em Maputo, o chefe da missão disse haver "informações suficientes" para garantir que "estatisticamente a abertura está a suceder da mesma forma no conjunto do país", considerando também as zonas rurais.

A União Europeia tem mais de 150 observadores eleitorais de curto prazo espalhados pelo país, e cerca de 32 de longo prazo que estão instalados desde setembro.

Um total de 13,1 milhões de eleitores moçambicanos vão escolher hoje o Presidente da República, 250 deputados do parlamento, dez governadores provinciais e respetivas assembleias.

As sextas eleições gerais de Moçambique contam com quatro candidatos presidenciais e 26 partidos a concorrer às legislativas e provinciais, sendo que só os três partidos com assento parlamentar no país (Frelimo, Renamo e MDM) concorrem em todos os círculos eleitorais.

Moçambique União Europeia UE política eleições economia negócios e finanças macroeconomia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)