Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Emmanuel Macron homenageia dois fuzileiros mortos no Burkina Faso

Vítimas receberam a título póstumo a medalha militar e a Cruz de Valor Militar.
15 de Maio de 2019 às 16:15
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso
Emmanuel Macron homenageia fuzileiros mortos no Burkina Faso

O presidente francês, Emmanuel Macron, homenageou esta terça-feira, no monumento dos Inválidos, em Paris, dois comandos fuzileiros navais franceses que morreram na semana passada no Burkina Faso.

A homenagem aconteceu depois de Cédric de Pierrepont e Alain Bertoncello, os dois fuzileiros, terem recebido a título póstumo a medalha militar e a Cruz de Valor Militar.

Na cerimónia, em que estavam presentes os dois caixões cobertos com bandeiras francesas, estiveram presentes centenas de militares e civis.

Durante o seu discurso, o presidente francês relembrou que "uma Nação só é livre e forte se tiver heróis, e ser digna deles, elevando-se à deles e permanecendo unida". "A França é uma Nação que jamais abandonará os seus filhos quaisquer que sejam as circunstâncias e isto mesmo que seja nos confins do Planeta", continuou Macron.

O presidente garantiu ainda que "aqueles que atacam um francês devem estar cientes de que o nosso país não vacilará e que terão sempre pela frente o nosso exército e suas unidades de elites".

Além de Macron estiveram ainda presentes na cerimónia outros ministros franceses, como o ministro da Defesa e do Interior, dos Negócios Estrangeiros, o Presidente da Assembleia Nacional, o presidente da Câmara Municipal de Paris e dirigentes da oposição, forças militares e familiares das vítimas.

Alain Bertoncello Emmanuel Macron França Paris Burkina Faso política defesa distúrbios guerras e conflitos
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)