Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Empresários da CPLP exigem medidas contra raptos em Moçambique

Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Portuguesa pede sanções exemplares contra os responsáveis.
Lusa 19 de Outubro de 2021 às 12:21
Polícia de Moçambique
Polícia de Moçambique FOTO: Getty Images
A direção da Confederação Empresarial da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CE-CPLP) exigiu esta terça-feira a Moçambique a adoção urgente de medidas contra os raptos que têm ocorrido no país, e sanções exemplares contra os responsáveis.

"Em virtude da segurança constituir uma das bases fundamentais na construção e consolidação da nossa comunidade, somos assim a reclamar das autoridades competentes, no caso em especial de Moçambique, mas também dos restantes países da CPLP, a urgente adoção de medidas eficazes que previnam a repetição de situações semelhantes, bem como conduzam à rápida e satisfatória solução destes casos, sancionando exemplarmente os seus responsáveis", lê-se numa carta enviada ao secretário executivo da CPLP.

Assinada por todos os representantes da CE-CPLP nos países lusófonos e por todos os membros da comissão executiva da CPLP, esta nota de 'Apelo aos países membros da CPLP contra ondas de rapto em Moçambique' foi também enviada ao embaixador representante de Moçambique na CPLP.

Ver comentários