Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Homem detido em Moçambique por exumar ossadas de familiares para vender

Decorrem investigações para localizar o mandante do crime.
Lusa 14 de Novembro de 2019 às 16:00
Bandeira Moçambique
Bandeira Moçambique FOTO: Getty Images
Um homem foi detido em Nampula, principal cidade do Norte de Moçambique, por exumar as ossadas do pai, da mãe e de um tio para vender a um empresário, disse esta quinta-feira à Lusa o porta-voz provincial da polícia.

O suspeito foi detido na quarta-feira, na posse de 19 ossadas humanas, disse o porta-voz do comando provincial da Polícia da República de Moçambique (PRM) em Nampula, Zacarias Nacute.

O homem foi encontrado por líderes comunitários depois de destruir três campas de um cemitério familiar em Ntocolo, povoação no limite entre os distritos de Mecubúri e Lalaua.

Segundo a polícia, o homem pretendia vender as ossadas para um suposto garimpeiro em Lalaua, em troca de uma motorizada e 20 mil meticais (288 euros).

A PRM diz que esta não é a primeira vez que deteve cidadãos por exumar corpos para fins idênticos, geralmente associados a crenças sobrenaturais.

O porta-voz avançou que decorrem investigações para localizar o mandante do crime e apelou ainda à vigilância da população para "evitar que se profanem campas".

Lusa Norte de Moçambique Nampula PRM Lalaua crime lei e justiça polícia
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)