Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Homossexualidade deixa de ser crime no Botsuana

Lei foi abolida esta terça-feira. Orientação sexual era punível desde 1965.
11 de Junho de 2019 às 20:39
Grupos lutam pelos seus direitos
Comunidade LGBTI
Polícia cubana interrompe marcha pelos direitos LGBT
Grupos lutam pelos seus direitos
Comunidade LGBTI
Polícia cubana interrompe marcha pelos direitos LGBT
Grupos lutam pelos seus direitos
Comunidade LGBTI
Polícia cubana interrompe marcha pelos direitos LGBT
O Tribunal Superior de Gaborone, no Botsuana, descriminalizou, esta terça-feira, a homossexualidade como um crime punível desde 1965 com penas de sete anos de prisão.

Segundo a rádio RFI, a justiça do Botsuana contestou o Código Penal que punia até sete anos de prisão as relações entre pessoas do mesmo sexo.

Ao longo do acórdão do juiz Michael Leburu ficou clara a abolição de uma lei que oprime as minorias que "não devem ser excluídas e ostracizadas. Chegou o tempo em que a sexualidade entre pessoas do mesmo sexo deve seja descriminalizada".

Vários defensores da comunidade LGBT já reagiram afirmando este que "avanço" se tornou um "sinal revigorante para a dignidade humana, a vida privada e a igualdade".

Para Anita Faiffer, Presidente da Associação Gay Caboverdiana, "Cabo Verde e de África estão de parabéns,com a decisão da justiça de Gaborone".
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)