Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
5

Isabel dos Santos diz que todos os seus negócios foram aprovados por advogados, bancos e reguladores

Empresária angola nega as acusações de quem tem sido alvo e assume que pretende clarificar a sua posição.
SÁBADO 23 de Janeiro de 2020 às 17:33
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos
Isabel dos Santos, alvo de uma mega-investigação jornalística internacional, garante que todos os seus negócios são legais e foram aprovados por advogados, bancos, auditores e legisladores. Em declarações citadas pela Reuters, a empresária negou todas as acusações de que tem sido alvo e explicou que pretende clarificar a sua posição. 

Esta quarta-feira, a filha do antigo presidente de Angola José Eduardo dos Santos foi constituída arguida por alegada má gestão e desvio de fundos durante a passagem pela petrolífera estatal Sonangol. Igualmente constituídos arguidos foram Sarju Raikundalia, ex-administrador financeiro da Sonangol: Mário Leite da Silva, gestor de Isabel dos Santos e presidente do Conselho de Administração do BFA; Paula Oliveira, amiga de Isabel dos Santos e administradora da NOS e Nuno Ribeiro da Cunha, encontrado morto ao final do dia.

Um Consórcio Internacional de Jornalismo de Investigação (ICIJ) revelou no domingo mais de 715 mil ficheiros, sob o nome de Luanda Leaks, que detalham esquemas financeiros de Isabel dos Santos e do marido, Sindika Dokolo, que terão permitido retirar dinheiro do erário público angolano, utilizando paraísos fiscais. De acordo com a investigação deste conjunto de órgãos de comunicação social, entre os quais o Expresso e a SIC, Isabel dos Santos terá montado um esquema de ocultação que lhe permitiu desviar mais de 100 milhões de dólares (90 milhões de euros) para uma empresa sediada no Dubai e que tinha como única acionista declarada Paula Oliveira.

A investigação revela ainda que, em menos de 24 horas, a conta da Sonangol no EuroBic Lisboa, banco de que Isabel dos Santos é a principal acionista, foi esvaziada e ficou com saldo negativo no dia seguinte à demissão da empresária da petrolífera angolana.
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)