Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

Mina em Moçambique celebra novo acordo de venda de grafite para a China

Procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias.
Lusa 19 de Junho de 2019 às 09:49
Bandeira de Moçambique
Bandeira Moçambique
Bandeira de Moçambique
Bandeira Moçambique
Bandeira de Moçambique
Bandeira Moçambique
Uma das principais minas de grafite do norte de Moçambique celebrou um novo acordo de venda para a China com a empresa Gredmann, reforçando o fornecimento de matéria-prima para aquele país, anunciou esta quarta-feira em comunicado.

"A mina de Balama vai fornecer 9.000 toneladas por mês de grafite a partir deste mês e até dezembro de 2021, num total de 279.000 toneladas", anunciou a empresa australiana Syrah Resources, que explora o local.

Apesar de não revelar valores, a empresa mineira anunciou que o contrato lhe garante condições financeiras mais favoráveis que outros já celebrados.

"A firma Gredmann vai ser o intermediário preferido" para venda de determinados tipos de grafite da Syrah na China, acrescenta.

A grafite é usada em baterias de carros elétricos e em março a Syrah anunciou que estava a vender o mineral a um preço abaixo do previsto, mas prevendo uma recuperação.

A procura por grafite está em alta a nível mundial por ser um componente usado em baterias, numa altura em que os mercados de automóveis movidos a eletricidade e de outros produtos elétricos, como as aeronaves autónomas (popularizadas através da palavra inglesa 'drone'), estão em expansão.
Moçambique China Syrah Resources Gredmann Syrah economia negócios e finanças minérios e metais
Ver comentários
Newsletter Diária Resumo das principais notícias do dia, de Portugal e do Mundo. (Enviada diariamente, às 9h e às 18h)