Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
3

Ministério do Interior angolano expressa condolências à família de PSP que morreu em Lisboa

Fábio Guerra morreu na sequência das agressões que sofreu na madrugada deste sábado.
Lusa 21 de Março de 2022 às 19:26
O Ministério do Interior (Minint) angolano endereçou condolências à família e colegas do agente da PSP que morreu hoje na sequência das agressões que sofreu na madrugada de sábado no exterior de uma discoteca em Lisboa.

"Lamentamos o infausto acontecimento, endereçando à família enlutada e aos colegas do agente da PSP, os mais profundos sentimentos de pesar. Que a sua alma descanse em paz!", refere uma publicação na página da rede social Facebook do Minint.

O agente Fábio Guerra de 27 anos, morreu esta segunda-feira devido às "graves lesões cerebrais" que sofreu, pelas 9h58, no Hospital de São José, em Lisboa.

No domingo, a Marinha Portuguesa revelou que dois fuzileiros estão a responder a um inquérito interno e "à disposição das autoridades" para as investigações sobre os acontecimentos que conduziram à agressão de quatro polícias no exterior de uma discoteca em Lisboa.

Os outros três agentes da PSP agredidos junto à discoteca Mome, na Avenida 24 de Julho, tiveram sábado alta do hospital e prestaram declarações à Polícia Judiciária, que está a investigar o caso, disse à Lusa fonte da PSP.

Em comunicado divulgado no sábado, a PSP referia que o incidente ocorreu pelas 6h30 desse dia "no exterior de um estabelecimento de diversão noturna" e começou "com agressões mútuas entre vários cidadãos".

Segundo relata a polícia, no local encontravam-se "quatro polícias, fora de serviço, que imediatamente intervieram, como era sua obrigação legal", acabando por ser agredidos "violentamente" por um dos grupos.

Ver comentários
}