Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Mulher de 27 anos coloca bebé recém-nascido na fossa de casa em Luanda

Criança foi levada ao hospital de Cacuaco, onde se encontra a receber assistência médica, estando já fora de perigo.
Lusa 5 de Abril de 2022 às 09:49
Angola, Luanda, Polícia Nacional de Angola, rua Nicolau Gomes Espencie, Maculusso
Angola, Luanda, Polícia Nacional de Angola, rua Nicolau Gomes Espencie, Maculusso FOTO: Getty Images
Uma mulher, que deitou o bebé após o parto na fossa de casa, foi detida pela polícia, no município de Cacuaco, província de Luanda, anunciaram esta terça-feira as autoridades policiais.

Numa nota, o comando provincial de Luanda da Polícia Nacional angolana refere que o caso ocorreu no bairro Paraíso, no interior da residência da acusada, de 27 anos.

"Segundo informações a que tivemos acesso, o facto correu após a mesma ter um parto normal, tendo na sequência arremessado a criança do sexo masculino na fossa", refere-se na nota, salientando que vizinhos denunciaram o facto e salvaram a criança.

A criança foi levada ao hospital municipal de Cacuaco, onde se encontra a receber assistência médica, estando já fora de perigo.

"A presumível autora do crime já está a contas com as autoridades e tão logo esteja recuperada será encaminhada para o Ministério Público, para os trâmites subsequentes", salienta-se na nota da polícia.

A polícia anunciou também a detenção de um homem, no município de Viana, pelo crime de roubo qualificado de uma arma de fogo, do tipo metralhadora AKM, pertencente a uma empresa de segurança que protege uma superfície comercial.

Outro homem foi também detido pela polícia, pela autoria do crime de ofensas à integridade física, com recurso a objeto contundente, ao atirar um ferro contra um efetivo da polícia.

A polícia, de 29 anos, de serviço no Hospital do Zango II, no município de Viana, foi atingida com o objeto pelo homem que se encontrava exaltado e a ofender a equipa médica, pela alegada demora no atendimento à sua mulher.

"Na tentativa de ouvi-lo e o acalmar, o mesmo arremessou o objeto na região craniana da ofendida que contraiu ferimentos graves, tendo sido suturada com oito pontos", destaca-se na nota.

Luanda Viana Cacuaco crime lei e justiça polícia crime
Ver comentários
}