Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
6

Oposição angolana anuncia 23 mortes em Cafunfo e acusa polícia de disparar "indiscriminadamente"

Deputados denunciam 21 feridos, incluindo uma criança e pelo menos 10 desaparecidos nos incidentes.
Lusa 9 de Fevereiro de 2021 às 21:59
Vila de Cafunfo, Angola
Vila de Cafunfo, Angola FOTO: Ampe Rogério/Lusa
Deputados da UNITA, da CASA-CE e do PRS, oposição angolana, anunciaram esta terça-feira que os incidentes de Cafunfo resultaram em 23 mortos, 21 feridos e 10 pessoas desaparecidas, afirmando que as forças policiais "dispararem indiscriminadamente contra os cidadãos".

"Dos nossos dados temos contabilizados 23 mortos, 11 feridos evacuados para o Dundo, 10 feridos que estão a ser assistidos em Cafunfo, inclusive uma criança, e 10 pessoas estão desaparecidas até ao momento", afirmou hoje o presidente e deputado do Partido de Renovação Social (PRS), Benedito Daniel.

Falando hoje em conferência de imprensa conjunta, com os presidentes dos grupos parlamentares da União Nacional para Independência Total de Angola (UNITA), Liberty Chiyaka, e da Convergência Ampla de Salvação de Angola--Coligação Eleitoral (CASA-CE), Alexandre André, o deputado do PRS manifestou "profunda mágoa e repúdio" pelas mortes.

Cafunfo UNITA CASA-CE PRS política crime lei e justiça partidos e movimentos
Ver comentários