Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
7

Polícia angolana deteve dois homens por tráfico de menor na província do Zaire

Suspeitos aliciaram uma menor, de 8 anos, com seis mil kwanzas (oito euros), para que a mesma lhes fizesse chegar um bebé.
Lusa 21 de Setembro de 2020 às 17:40
Polícia angolana
Polícia angolana FOTO: Getty Images
Dois cidadãos, de Angola e da República Democrática do Congo, foram detidos na província angolana do Zaire, por suspeita de tráfico de um bebé, em troca de um milhão de kwanzas (1352 euros), informaram esta segunda-feira as autoridades policiais.

O caso, noticiado esta segunda-feira pela rádio pública angolana, ocorreu sábado em Mbanza Congo, capital da província do Zaire, quando a mãe do bebé, de um mês, alertou a polícia sobre o desaparecimento do seu filho.

Os suspeitos, detidos na fronteira do Luvo, foram esta segunda-feira apresentados à imprensa pelo Serviço de Investigação Criminal local.

Segundo a mãe da criança, os suspeitos aliciaram uma menor, de 8 anos, familiar do bebé, com seis mil kwanzas (oito euros), para que a mesma lhes fizesse chegar a criança.

A acusada, em declarações traduzidas à rádio pública, confirmou que a criança seria entregue ao suposto mandante, um ex-bolseiro na China, pelo valor de um milhão de kwanzas.

O tráfico de pessoas em Angola é uma preocupação das autoridades que têm levado a cabo várias ações de formação e capacitação de técnicos da justiça, assistentes sociais e sensibilização da população sobre este fenómeno.

Em julho passado, a secretária de Estado para os Direitos Humanos e Cidadania, Ana Celeste Januário, confirmou a ocorrência no país de mais de 100 casos entre 2015 e 2020, dos quais duas dezenas foram já julgados, salientando que as províncias de fronteira e Luanda, capital de Angola, são as que lideram a lista de casos.

Zaire República Democrática do Congo Angola crime lei e justiça crime questões sociais
Ver comentários