Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Presidente da Guiné-Bissau afasta dissolução do parlamento após diálogo

Chefe de Estado disse que todos foram unânimes de que o "interesse supremo" de todos os guineenses é o desenvolvimento do país.
Lusa 23 de Dezembro de 2020 às 21:04
Umaro Sissoco Embaló, Presidente da Guiné-Bissau
Umaro Sissoco Embaló, Presidente da Guiné-Bissau FOTO: Reuters
O Presidente da Guiné-Bissau, Umaro Sissoco Embaló, afastou esta quarta-feira a possibilidade de dissolver a Assembleia Nacional Popular, após um encontro com os líderes das bancadas parlamentares.

"Isso já não vai acontecer, porque com o diálogo entendemos outra coisa. O Presidente da República tem de ser o moderador. Estou aqui como Presidente da República, de todos os guineenses", disse Umaro Sissoco Embaló, quando questionado pelos jornalistas, no final do encontro.

O chefe de Estado disse também que durante o encontro todos foram unânimes de que o "interesse supremo" de todos os guineenses é o desenvolvimento do país.

Umaro Sissoco Embaló Assembleia Nacional Popular política parlamento
Ver comentários