Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
9

Três partidos da Guiné-Bissau denunciam tentativa de inviabilizar funcionamento do parlamento

Segundo Hélder Barros, está em causa o "princípio da separação de poderes".
Lusa 11 de Junho de 2021 às 17:14
O o ano letivo 2020/2021 na Guiné-Bissau arranca oficialmente a 14 de setembro
O o ano letivo 2020/2021 na Guiné-Bissau arranca oficialmente a 14 de setembro FOTO: Getty Images
O Partido Africano para a Independência da Guiné e Cabo Verde (PAIGC), a União para a Mudança e a Assembleia do Povo Unido-Partido Democrático da Guiné-Bissau denunciaram esta sexta-feira "manobras dilatórias para inviabilizar o normal funcionamento da plenária" parlamentar.

Em conferência de imprensa, na Assembleia Nacional Popular, o porta-voz da bancada do PAIGC, o deputado Hélder Barros, afirmou que se denota um "plano muito bem definido por parte do Presidente da República em concluir o processo de confiscação e concentração de poderes através do controlo e sequestro de todos os órgãos de soberania".

Segundo Hélder Barros, está em causa o "princípio da separação de poderes".

Ver comentários