Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo

Zelensky e Agência Internacional Atómica preocupados com centrais nucleares

Presidente ucraniano revela que a situação "não está a melhorar".
Lusa 27 de Março de 2023 às 22:12
central nuclear de Zaporijia
central nuclear de Zaporijia FOTO: ALEXANDER ERMOCHENKO/Reuters
O chefe da agência de energia atómica da ONU alertou esta segunda-feira, numa reunião com o Presidente ucraniano, Volodymyr Zelensky, que a situação perigosa na maior central nuclear da Europa "não está a melhorar", devido aos combates na área.

Na reunião, o diretor-geral da Agência Internacional de Energia Atómica - AIEA, Rafael Mariano Grossi, citado pela Associated Press, disse que a situação na central continua tensa por causa da forte presença militar em redor e que um apagão atingiu recentemente a instalação, algo que tem ocorrido desde que passou a ser dominado desde o ano passado pelas forças russas.

O chefe da agência atómica reuniu-se com Volodymyr Zelensky, na cidade de Zaporijia, cerca de 50 quilómetros a nordeste da central nuclear com o mesmo nome, anunciando planos para visitar esta semana a central nuclear, pela segunda vez desde a invasão da Rússia há 13 meses.

A agência, sediada em Viena, tem funcionários permanentemente na central nuclear desde setembro.

Os seis reatores da central de Zaporijia, no sudeste da Ucrânia, estão desligados e recebem a eletricidade necessária para evitar o colapso do reator.

No início deste mês, foi interrompido o fornecimento de energia à central durante meio dia, obrigando os funcionários a ativar geradores de reserva, tendo Rafael Mariano Grossi expressado preocupação com esse desenvolvimento.

A AIEA, em janeiro, anunciou a colocação de equipas de especialistas nas quatro centrais nucleares da Ucrânia, para reduzir o risco de acidentes, incluindo a agora fechada central de Chernobyl, cujo acidente nuclear mortal em 1986 teve repercussões em grande parte da Europa.

rafael Mariano Grossi enfatizou que a sua sétima viagem à Ucrânia demonstra o compromisso e apoio à Ucrânia, "pelo tempo que for necessário".

Também participaram da reunião outros funcionários da AIEA, o chefe do gabinete presidencial, Andriy Yermak, e o chefe da operadora nuclear Energoatom, Petro Kotin.

Volodymyr Zelensky Agência Internacional de Energia Atómica Ucrânia Zaporijia política nuclear
Ver comentários
C-Studio