Barra Cofina

Correio da Manhã

Mundo
2

200 milhões de eleitores escolhem novo presidente

Hillary Clinton lidera as sondagens com três a quatro pontos de vantagem.
Francisco J. Gonçalves 8 de Novembro de 2016 às 01:45
Após uma semana em queda, Hillary recuperou e lidera as últimas sondagens
Após uma semana em queda, Hillary recuperou e lidera as últimas sondagens FOTO: Reuters
Cerca de 200 milhões de norte-americanos são hoje chamados às urnas para decidir quem sucede a Barack Obama na Casa Branca, com as últimas sondagens a darem uma vantagem de três a quatro pontos percentuais à democrata Hillary Clinton no voto popular. A eleição, contudo, não é decidida de forma direta, mas sim pelos representantes eleitos em cada um dos 50 estado para o Colégio Eleitoral (CE).

Para ser eleito, um candidato tem de ter apoio de 270 dos 538 grandes eleitores que integram o CE. A decisão está, por isso, nas mãos dos chamados ‘swing states’, estados onde nenhum candidato tem vantagem clara nas sondagens. Como vem sendo hábito, a Florida e o Ohio são os mais importantes ‘swing states’. O primeiro vale 29 votos no CE e o Ohio vale 18. As estatísticas indicam que o vencedor nestes estados vencerá as eleições. No caso do Ohio, é indicador seguro do vencedor desde as eleições de 1960.

Após uma campanha marcada por insultos, em que o republicano Donald Trump foi acusado repetidamente de machismo e a democrata Hillary Clinton de desonestidade, a véspera das eleições ficou marcada por um caso que promete fazer ainda correr muita tinta. A uma semana da votação, o diretor do FBI, James Comey, anunciou a reabertura de uma investigação a Hillary por causa do uso indevido de um servidor privado para trocas de mensagens oficiais quando era secretária de Estado. Mas, na noite de domingo, de forma inesperada, Comey deu por encerrado o novo inquérito e, como no primeiro, não foram encontrados indícios de intenção criminosa por parte de Hillary. Trump, que subiu nas sondagens com a nova investigação, acusou o FBI de proteger Hillary.
EUA eleições super terça-feira candidatos Hillary Clinto Donald Trump Casa Branca Barack Obama
Ver comentários